quarta-feira, 1 de julho de 2015

FADO CORRIDO



EXEMPLOS DESTE FADO:

Fado Corrido – SOL - Amigo Joao - Fernando Mauricio
Fado Corrido - SOL - Perdi-Me Nos Olhos Teus - Helder Moutinho
Fado Corrido – SOL# - Fado Corrido - Ercilia Costa com Armandinho (1930)
Fado Corrido – FA - O teu cabelo - Filipe Pinto
Fado Corrido – RE# - Fado Corrido - Maria Emelia Ferreira
Fado Corrido – RE - Fado Corrido - Maria Silva (1928)
Fado Corrido – SI - Fado Corrido - Maria Teresa de Noronha
Fado Corrido – FA - O Rouxinol da Caneira - Carlos Macedo
Fado Corrido – MI - Pelas ruas da cidade - Jose Pracana
Fado Corrido - MI - Ardinita - Raquel Tavares
Fado Corrido - SOL - Tenha cautela - Julio Peres

AMIGO JOÃO
(Fernando Mauricio

G           D7            D7         G
Ó meu amigo João Em que terras te perdeste
G                D7          D7          G
Se por nada lá morreste Meu amigo, meu irmão

G              D7        D7               G
De nascença duvidosa Proibiram a tua infância
G                       D7           D7           G
Transformaram-te em distância Como braços de alcançar;
G                 D7       D7             G
Foste folha a flutuar Arrastada pela corrente
G                    D7           D7            G
E o teu sangue foi semente Dos cifrões doutro lugar
G                    D7           D7            G
E o teu sangue foi semente Dos cifrões doutro lugar

G                    D7       D7               G
Gostavas de ouvir cantar As modas da nossa terra
G                       D7            D7       G
E as verdades que ela encerra No seu jeito popular
G                 D7    D7               G
Teu corpo de tudo dar corre nas veias do mundo
G                  D7         D7              G
Imenso, fértil, fecundo, Com força de terra e mar

G                  D7      D7              G
Ponho em ti   recordar Da agrura da tua morte
G                    D7           D7            G
Por sobre sangue a gritar Que não foi azar nem sorte;
G                  D7    D7               G
A força do vento norte Levou teu grito na mão
G                  D7    D7               G
Meu amigo, meu irmão Quem forçou a tua sorte?
G                  D7    D7               G
Meu amigo, meu irmão Quem forçou a tua sorte?







Fado Mouraria



E - Mestre Alentejano - Antonio Pinto Bastos A - Alfredo Marceneiro - O leilão
A - Madrugadas Serenas - Pedro Moutinho
A - Maria Teresa de Noronha - Mouraria antiga
A - Não olhes para mim não olhes - Manuel de Almeida e Fernanda Maria
A# - Fado Mouraria - Maria Emelia Ferreira
A# - Manuel de Almeida - Teus Olhos São Dois Garotos
C - Mouraria - Ercilia Costa e Berta Cardoso (1930)
F - Colchetes de Doiro - Hermano da Câmara (1961)
F - Fado Mouraria - Hermano da Câmara
F - Xaile Negro - Fernanda Maria
F# - Desgarrada - Maria de Carmo Torres
F# - Zanguei-me com meu amor -  - Amalia Rodrigues
G - A fuga da Mariquinhas - Nuno de Aguiar
G - Celeste Machado - A Bordo da Fragata
G - Mouraria (live) - Carlos do Carmo
G - Nenhum perdeu nem ganhou - Nuno de Aguiar e Luisa
G - Quadras Soltas - Tristao da Silva
G - Se faz anos parabens - Nuno de Aguiar
G# - Fado Mouraria - Maria Silva (1928)